1. Mas o que gera o holocausto, o que permite a perda dos valores: a semente é o ódio, a negação do próximo, o seu não-reconhecimento, o preconceito, a tese da raça pura. Isso engendra o processo.
  2. O inverso é o processo civilizador, o reconhecimento constante das diferenças, a ampliação de direitos, característica fundamental da democracia. A incoporação dos diferentes.
  3. Anos 60 e 70: Movimento de mulheres, movimento negro e, hoje, movimento LGBT
  4. Cultura de massa, indústria cultural, racionalidade pelo obscurantismo.
  5. Juventude contrarevolucionária, cultura homogênea (“A máquina gira sem sair do lugar”).
  6. A política é cultural; a cultura é política.